AFINAL O QUE É PARENTALIDADE?

O conceito parentalidade vem sendo utilizado para descrever o conjunto de atividades desempenhadas pelos adultos de referência da criança no seu papel de assegurar a sua sobrevivência e o seu desenvolvimento pleno. A palavra “parentalidade” é uma derivação do termo original em inglês “parenting”.

Os adultos de referência de uma criança são aqueles que convivem com ela no dia-a-dia e estabelecem os vínculos afetivos mais próximos durante os seus primeiros anos de vida.

São responsáveis por cuidar, estimular, educar, amar, impor limites, fortalecer a autonomia e preparar a criança para os desafios e oportunidades da vida presente e adulta.

Na nossa sociedade, em que os vínculos sanguíneos ainda tem muito valor, espera-se que os pais biológicos exerçam a parentalidade, contudo, é sabido que o amor, e os vínculos afetivos são uma construção, denotando assim que qualquer pessoa, casal ou família pode assumir esse papel, como acontece na adoção, onde uma família assume todo os cuidados e responsabilidades com a uma criança, que passará a ser seu filho!

Dentro das práticas parentais, existem aquelas que são consideradas positivas para seus filhos, e outras consideradas negativas para o desenvolvimento infantil. Vamos ver?

PRÁTICAS PARENTAIS POSITIVAS

• Expressar carinho, afetividade;
• Brincar;
• Estar atento e responder aos sinais da criança;
• Cuidar;
• Transmitir por meio de exemplos valores como honestidade, compaixão, generosidade, empatia;
• Elogiar a criança;

• Disciplina baseada no diálogo horizontal e respeitoso;

PRÁTICAS PARENTAIS NEGATIVAS

• Maus tratos físicos ou psicológicos;
• Falta de disciplina;
• Controle excessivo;
• Excesso de críticas;
• Ausência de elogios;
• Ausência de cuidado e carinho;

• Negligência;

E você, como enxerga o exercício da parentalidade? Para se preparar melhor para adoção, assista o mini-curso Caminhos para uma adoção consciente => https://www.adocaoempauta.com.br/minicurso-2/

Com carinho,
Tatiany Schiavinato
Psicóloga
Atendimentos presenciais e online.

Prepare-se melhor para adotar uma criança. Veja agora o Minicurso Gratuito sobre Adoção